Empresa Que Faz Peluches Em Forma De Vírus Ébola Está Em Rutura De Stock

Empresa Que Faz Peluches Em Forma De Vírus Ébola Está Em Rutura De Stock

Há quem esteja a lucrar com o pânico de ébola. Uma empresa americana que produz peluches educativos com a forma de micróbios está sem capacidade de resposta perante a procura de modelos do vírus ébola.

“Em rutura de stock”, é o que se pode ler esta sexta-feira no site da empresa Giant Microbes, sediada no Connecticut, nordeste dos EUA.

Todos os modelos – Vírus Ébola (9,95 dólares), Vírus Ébola Gigante (29,95 dólares) e Placa de Petri com Ébola (14,95 dólares) – estão esgotados.

A empresa que iniciou atividade em 2002 com apenas quatro modelos, vende hoje em dia mais de 150 diferentes bonecos com formas de micróbios, em tamanho standard ou “gigante” (60 cm).

“São brinquedos, acessórios educativos ou presentes divertidos para qualquer pessoa com sentido de humor”, lê-se na descrição da empresa, que garante que cada boneco é “baseado cientificamente na imagem ao microscópio do micróbio verdadeiro”.

A companhia anuncia ainda que vende mais de 10 milhões de peluches por ano no mundo inteiro.

O catálogo inclui figuras como o antrax, o cancro da mama, a varicela, a gonorreia ou até mesmo a diarreia.

 

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *